RADIOFREQUÊNCIA

É uma terapia que veio para ficar. Tem um custo x benefício muito bom. A elevação da temperatura da pele provoca aumento na produção de todas as substâncias existentes na derme, segunda camada. É onde está o fibroblasto que produz o colágeno, elastina, ácido hîalurônico, os glicosaminoglicanos e outras moléculas de sustentação e preenchimento.

Indicada para:
• Prevenção do envelhecimento;
• Redução de flacidez já existente;
• Manutenção de cirurgias plásticas;
• Redução de linhas e rugas.

Atua muito na microcirculação, oxigenação dos tecidos superficiais, aumentando o fluxo dos líquidos como o sangue e a linfa. Isto faz com que a epiderme, primeira camada da pele, a qual não possui circulação própria, receba os nutrientes da segunda camada, a derme. Dando mais viço à pele.
A Radiofrequência também é usada para tratamentos corporais, como: flacidez, celulite e gordura localizada, com ótimos resultados. Aplicação duas vezes por semana.
Aplicação no rosto é uma vez por semana no início, depois uma a cada quinze dias. Duração uma hora. Este procedimento trabalha com a agitação das moléculas de água. O ideal é que sejam ingeridos 1 litro para cada 8 quilos de peso corporal ao dia. Todo o procedimento precisa de manutenção. O fibroblasto precisa sempre ser estimulado e a circulação também.